PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Judoca se une a boleiros e maratonistas na lista de "aliviados" durante a competição

UOL Esporte

29/10/2011 18h35


Crédito: Reprodução

Quando a natureza chama, você precisa obedecer. Esta é a verdade irrefutável no funcionamento de nosso sistema digestório, seja você um jogador de futebol, maratonista ou judoca. Neste sábado, Felipe Kitadai foi traído pelo intestino em plena disputa do judô no Pan-Americano e, em rede nacional, exibiu bravura, determinação e o produto final de alguns burritos extras no jantar.

O brasileiro não se abalou e garantiu a vaga na final da categoria até 60 kg, colocando seu nome no panteão de atletas que deram tudo de si – e um pouco mais – em plena competição. Abaixo, selecionamos alguns dos casos mais famosos.

Gary Lineker – futebol, seleção da Inglaterra

A "aliviada" do ídolo inglês foi por muito tempo tratada como boato, uma espécie de lenda urbana do futebol, até que no fim do ano passado o atleta confessou: em plena Copa do Mundo, na partida entre Inglaterra e Irlanda, deu um carrinho e sentiu que algo tinha saído errado. A limpeza foi feita ali mesmo, na grama, sem que qualquer pessoa suspeitasse. Os shorts escuros do uniforme inglês também colaboraram para que a gafe passasse despercebida.

Éder Fialho – maratona, Brasil

No Pan de Winnipeg-1999, o maratonista brasileiro estava em plena prova quando precisou fazer o número 2. A parada foi rápida e o tempo perdido no pitstop foi compensada com algumas gramas a menos. "No jantar queria mais molho de tomate no macarrão, mas exagerei no ketchup. Procurei um mato, fiz as necessidades e voltei", afirmou na época o atleta, que ainda ganhou a medalha de bronze.

Arellano – futebol, seleção do México

Em um caso mais recente, o mexicano Omar Arellano também foi flagrado com a prova incontestável de que um chamado da natureza foi ignorado. As câmeras presentes no campo do amistoso contra os Estados Unidos registraram as evidências e a imagem correu o mundo.

Marcinho – futebol, Grêmio

Marcinho afirmou, durante uma partida entre Grêmio e Bahia, que deixava o campo por conta de uma desinteira. Claro que não foi este o termo usado pelo jogador, cujas palavras originais lhe renderam fama nacional e um apelido que também não pode ser publicado neste espaço.

Washington – futebol, São Paulo

Pouca gente entendeu porque o atacante Washington pediu para ser substituído durante a vitória do São Paulo sobre o Nacional, na Libertadores de 2010. Após o jogo, o atleta explicou que precisava ir ao banheiro: "Naquela hora, eu corri mais do que no gramado. Se esperasse mais 30 segundos, não sei o que poderia ter acontecido".

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação