Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Taiti se torna 1° a jogar com 3 irmãos em partida de Copas; relembre famosos

UOL Esporte

2021-06-20T13:07:58

21/06/2013 07h58

Crédito: Fifa.com

O Taiti é a sensação da Copa das Confederações, independentemente de resultados ou qualidade do futebol. Primeira seleção da Oceania, tirando Austrália e Nova Zelândia, a disputar uma competição adulta da Fifa, o Taiti é inovador em vários sentidos: até no familiar.

Não entendeu? O UOL Esporte explica. Na derrota para a Espanha, nesta quinta-feira, por 10 a 0, o Taiti escalou Lorenzo Tehau, Alvin Tehau e Jonathan Tehau (na mesma ordem, da esquerda para a direita, na imagem que ilustra o texto). Sim, três irmãos. Assim, se tornou a primeira seleção na história a escalar um trio de irmãos em partida de qualquer Copa da Fifa, seja a das Confederações, seja a do Mundo.

Lorenzo e Alvin, inclusive, são gêmeos, nascidos em 10 de abril de 1989. Jonathan é um ano e meio mais velho: nasceu em 10 de janeiro de 1988 – e foi ele o autor do gol na derrota por 6 a 1 para a Nigéria.

Em eliminatórias, a presença dos três em campo não é novidade. A mais recente ocorreu no dia 12 de outubro de 2012, em uma derrota para a Nova Zelândia por 2 a 0 – resultado que tirou as chances do Taiti de se classificar para a Copa de 2014.

"Estou muito orgulhoso em jogar na seleção nacional com minha família", declarou Alvin, ao site da Fifa, após sua primeira convocação, em junho de 2012. "Estou feliz que jogamos juntos. Demorou bastante para que isso se realizasse", completou Lorenzo na mesma ocasião.

Se três irmãos é algo inédito, três irmãos mais um primo não fico atrás. Além do trio, a família Tehau também conta com Teaonui, primo.

Crédito: AP Photo/Dusan Vranic

O caso Tehau é inédito pela quantidade, mas é claro que irmãos já atuaram juntos em Copas. Um caso famoso é o dos irmãos De Boer, Frank (direita na foto) e Ronald, que atuaram pela holanda nas Copas do Mundo de 1994 e 1998, enfrentando o Brasil em ambas.

Outros irmãos que encararam o Brasil foram os Flo, em 1998. E estes, diferentemente dos De Boer, venceram. Tore Andre Flo e Jostein Flo estavam em Marselha, em 1998, quando a Noruega bateu o Brasil por 2 a 1 na fase de grupos. Tore Andre marcou o 1° gol dos noruegueses. Além dos dois, também entrou em campo aquele dia Havard Flo, primo dos irmãos.

Crédito: AP Photo/Michel Euler – Tore Andre (9) comemora com Jostein (16) e Leohardsen seu gol contra o Brasil em 1998.

Finalizando os irmãos que enfrentaram o Brasil, os dinamarqueses Laudrup quase tiraram a seleção canarinha do Mundial de 1998. Michael e Brian tiveram boa atuação nas quartas de final, quando a Dinamarca caiu por 3 a 2. Brian anotou um gol naquele confronto.

Crédito: NORDFOTO/Bent K. Rasmussen/REUTERS

A lista completa de irmãos em seleções em Copas é longa. Os mais recentes são os irmãos Palacios, que quase tiraram o ineditismo do Taiti, já que levaram Wilson, Jhony e Jerry para o Mundial de 2010 – mas o trio não entrou em campo junto.

Também em 2010, o Paraguai levou os irmãos Diego e Edgar Barreto, assim como a Costa do Marfim teve a dupla Kolo e Yaya Touré e Gana teve André e Ibrahim Ayew.

Campeões do mundo, porém, só duas duplas de irmãos: Bobby e Jack Charlton, pela Inglaterra em 1966, e Frittz e Ottmar Walter, pela Alemanha em 1954.

Crédito: AP Photo/Andrew Parsons – Os irmãos Bobby e Jack Charlton em Wembley.

A história de irmãos em campo juntos vem desde o 1° jogo da história das Copas do Mundo. Em 1930, o México levou a campo os irmãos Rosas, Manuel e Felipe, na derrota para a França.

Os Tehau, portanto, fizeram história no gramado do Mineirão. Mais uma novidade que o Taiti trouxe para o Brasil, conseguindo fazer história de diferentes maneiras.

Por Felipe Noronha

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.