Blog da Redação

10 momentos mostram por que Rivaldo foi um dos melhores da história

UOL Esporte

19/04/2017 06h00

Yves Logghe/AP

Melhor do mundo em 1999, decisivo no penta, ídolo do Barça… Não faltam motivos para considerar Rivaldo um dos maiores jogadores da história do futebol. No aniversário de 45 anos do craque, aproveitamos para listar mais alguns destes motivos:

1. Golaço no “carrossel caipira”
Nas peladas de society, é comum ver esse tipo de gol. No futebol profissional, nem um pouco. Foi o cartão de visitas de Rivaldo, destaque do time do Mogi Mirim que ficou conhecido como “carrossel caipira” em 1993.

 

2. Decisivo no Palmeiras
Depois de brilhar no Mogi, Rivaldo teve uma passagem pelo Corinthians, mas logo em seguida foi para o Palmeiras, onde virou ídolo. A consagração foi na final do Brasileirão de 1994, justamente contra o Corinthians, quando fez dois gols na vitória por 3 a 1 no jogo de ida e encaminhou o título.

 

3. Golaço histórico no Barcelona


O mais famoso gol de Rivaldo entrou para a história não só pela beleza, mas também pela importância. Em 2001, o Barcelona precisava vencer o Valencia na última rodada do Espanhol para conseguir vaga na Liga dos Campeões. Rivaldo já tinha feito dois gols, mas o jogo estava empatado. Aos 43 minutos do segundo tempo, ele acertou esta bicicleta…

 

4. Especialidade: bicicleta

Não é à toa que a imprensa espanhola o chamava de “rei da bicicleta”. Poucos jogadores dominavam tão bem este recurso. Olha o que ele fez contra o Valladolid: a calma no domínio, a elegância para ajeitar a bola, a precisão ao finalizar.

 

5. Malandrão quando precisa

Quem admirou a atitude de Rodrigo Caio contra o Corinthians não curtiria isto, mas o “teatro” de Rivaldo contra a Turquia na Copa de 2002 acabou dando resultado. Depois desta bolada “no rosto” do brasileiro, o turco Hakan Unsal foi expulso e o Brasil venceu o jogo.

 

6. Fominha quando precisa

Reuters

Grande contador de causos do futebol brasileiro, Vampeta certa vez relembrou a preleção da final da Copa de 2002: Felipão queria esclarecer boatos da imprensa de que Rivaldo e Ronaldo não passariam a bola um para o outro. Na frente dele, ambos negaram. Quando o treinador saiu, Rivaldo teria disparado: “Eu não vou tocar a bola p… nenhuma”, arrancando risadas dos jogadores. E não tocou mesmo: preferiu chutar no lance em que Oliver Kahn deu rebote para Ronaldo.

 

7. Golaço contra a Bélgica

Ross Kinnaird/Getty Images

Um dos jogos mais difíceis da campanha do penta em 2002 foi contra a Bélgica, nas oitavas de final. Rivaldo acabou com o sufoco abrindo o placar com este golaço bem ao seu estilo.

 

8. Gol decisivo contra a Inglaterra

Reuters

Nas quartas de final em 2002, o Brasil voltou a passar sufoco, desta vez contra a Inglaterra. O gol de empate foi de Rivaldo, com uma finalização certeira depois da jogada de Ronaldinho Gaúcho.

9. Atuação de gala na final

Todo mundo se lembra dos dois gols de Ronaldo, mas Rivaldo participou de ambos. No primeiro, resolveu chutar em vez de continuar a tabela com o Fenômeno (como Vampeta lembrou no item 6). Deu certo: Kahn bateu roupa e Ronaldo concluiu. E o corta-luz de Rivaldo no segundo gol foi tão marcante quanto o próprio gol.

 

10. Craque até o fim

Em 2011, aos 38 anos, Rivaldo foi anunciado como reforço do São Paulo. E deu show na estreia contra o Linense no Morumbi. Com direito a passe de letra, caneta, chapéu e um golaço: dominou driblando e mandou para as redes.

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Topo