Blog da Redação

Arquibancada raiz: 11 torcedores que viraram símbolos de seus times

UOL Esporte

20/09/2017 06h00

Esta foto do flamenguista Expedito Adão sentado na arquibancada da Ilha do Urubu virou o símbolo da resistência dos torcedores “raiz” nas novas arenas do futebol brasileiro.

A imagem viralizou, e Expedito virou torcedor-símbolo do time. “Na hora que o pessoal começou a me mostrar o meu retrato me deu vontade de chorar”, disse ele em entrevista ao site Coluna do Flamengo.

Na última sexta-feira, Expedito morreu. Ele tinha 79 anos. Em sua homeagem, teve um minuto de silêncio antes do jogo entre Flamengo e Sport, no domingo.

Expedito se foi, mas a torcida “raiz” não morreu. Veja a seguir outros torcedores que viraram símbolos de seus times.

1. Anjinho do Flamengo

Gilvan de Souza / Flamengo

No Carnaval de 2002, Marcelo Nuba foi fantasiado de anjo no bloco Cordão da Bola Preta. Logo em seguida, tinha Fla-Flu no Maracanã, e ele foi direto para o jogo, sem trocar de roupa. Deu sorte, o Flamengo venceu, e desde então o Anjinho do Flamengo virou presença cativa na torcida rubro-negra.

 

2. Caíque do Vasco

Bruno Braz/UOL Esporte

O ritual de segurar um galho de arruda e pendurar um papelão escrito “fé” no pescoço começou na final da Copa Mercosul de 2000, quando Caíque presenciou a virada histórica contra o Palmeiras. Desde então, a fé só aumentou.

 

3. Delneri do Botafogo


Também conhecido como o “tatuado alvinegro”, o aposentado de 72 anos tem mais de 70 tatuagens do time do coração e não perde um jogo.

 

4. Desirée do Fluminense

O mecânico Desirée Rogério de Carvalho ficou conhecido como “palhaço das multidões” por acompanhar os jogos do Fluminense vestido de capa, cartola e com o rosto pintado.

 

5. Mosqueteira do Corinthians

Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Também conhecida como a “Tia da Fiel”, Valquiria Dionisio de Jesus vai aos jogos do Corinthians desde o final da década de 1990, sempre usando a sua cartola. Ficou tão famosa que costuma participar das campanhas de divulgação do programa de sócio-torcedor do clube.

 

6. Alemão do Santos

Reprodução/ESPN

Ele é dono de um bar em frente à Vila Belmiro e costuma tatuar as conquistas do Santos. Em 2006, fez uma aposta com o técnico Vanderlei Luxemburgo: se o time fosse campeão paulista, faria uma tatuagem onde ninguém tem. Acabou tatuando a testa.

 

7. Heraldo do São Paulo

Vagner Magalhães/UOL

Heraldo Hipólito dos Santos tem 40 anos e acompanha os jogos do São Paulo há 20, sempre indo ao estádio sem camisa e com o símbolo pintado no peito. Em 2015, ficou revoltado após ser proibido pela polícia de entrar no Morumbi por causa da pintura.

 

8. Xuxu colorado

Divulgação/Inter

Em 2012, ele ganhou uma placa do Internacional por ter seguido o time em 600 jogos fora de casa. O primeiro deles foi aos 6 anos, quando fugiu e pegou um ônibus sozinho para ver o Inter jogar contra o Novo Hamburgo. “Tomei uma cintada da minha mãe, mas valeu a pena porque o Inter ganhou de 1 a 0”.

 

9. Fubá do Cruzeiro


A cena costuma chamar atenção nos jogos do Cruzeiro: o time faz gol, a câmera foca na torcida e mostra um cara de amarelo, em pé, de costas para o campo. Alexandre Eustáquio Vieira, o Fubá, é o maestro dos cruzeirenses há mais de 30 anos, mas chegou a se afastar dos estádios em 2013 após ser vítima de violência.

 

10. Vovó do Galo

Ana Cândida de Oliveira Marques tem 97 anos e acompanha o Atlético-MG desde os anos 50. A “Vovó do Galo” virou amuleto do time, e sua página no Facebook tem mais de 46 mil seguidores.

 

11. Kaverna da Lusa

Adriano Wilkson/UOL

Antônio Dionisio, de 77 anos, ganhou um título de sócio da Portuguesa na década de 60, de um português que só pediu uma coisa em troca: que ele parasse de beber. Kaverna então largou o álcool e abraçou a Lusa, time que ele segue até hoje, mesmo nos momentos mais difíceis. Veja sua história completa aqui.

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Blog de Esportes
Topo