Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Fanáticos e exigentes: 10 torcedores famosos que cornetam seus times

UOL Esporte

08/03/2018 04h00

Eles são fanáticos, torcedores assíduos, e por isso mesmo se sentem à vontade para criticar o próprio clube quando preciso. Ainda por cima são famosos, ou seja, a corneta deles soa mais alto… Veja a seguir as celebridades que não aliviam na hora de cobrar o time do coração:

1. Mano Brown

Dassler Marques

Ele assistiu ao último clássico contra o Corinthians ao lado de Gabigol, e a julgar pelos comentários do rapper no Instagram, o atacante deve ter ouvido bastante durante o jogo. Ainda no começo de 2017, bem antes da saída de Lucas Lima, Mano Brown já tinha perdido a paciência com o jogador: “Melhor dar lugar para quem quer jogar de verdade''. Quando o Santos contratou Nilmar, ele escreveu: “Precisa de uns maloka pra representar o gueto nesse time, já tá cheio de paquito''. Já sobrou até para o estádio: “Quem escolhe a Vila Belmiro para jogar não ama o Santos''.

 

2. Buchecha

Reprodução/TVFla

O cantor comenta quase todos os jogos o Flamengo no Twitter. Quando o time joga bem, é “só love''. Mas, quando fica devendo, ele não perdoa. Buchecha é um flamenguista exigente, e que anda meio insatisfeito com o rendimento dos jogadores.

 

3. Bruno Mazzeo

Pedro Ivo Almeida/UOL

O humorista é sócio do Vasco e crítico ferrenho de Eurico Miranda – desde a polêmica nas últimas eleições do clube, suas manifestações sobre o time nas redes sociais têm mais a ver com a política vascaína do que sobre futebol. No ano do último rebaixamento, quando o Vasco foi goleado pelo Inter, ele não perdeu a piada.

4. Mauricio Manieri

Reprodução/Twitter

O cantor usa a sua conta no Twitter para comentar os jogos, torcer e interagir com outros palmeirenses. Ele não ficou satisfeito com o desempenho na temporada de 2017, e ainda acha que o time precisa evoluir.

 

5. Marcelo Rubens Paiva

Fernando Santos/Folhapress

O Corinthians é tema frequente nos posts do escritor no Twitter, que abordam tanto a parte esportiva quanto a política do clube. Ele mostrou todo o seu orgulho pelo título brasileiro em 2017, mas nem por isso deixou de dar algumas cornetadas quando o time jogava mal.

 

6. Henri Castelli

AgNews

O ator global fez um ataque tão contundente à diretoria do seu São Paulo que o caso foi parar na Justiça. Em agosto de 2016, ele gravou um vídeo convocando a torcida para um protesto no CT, chamando dirigentes de “safados e vagabundos''. O protesto virou invasão, com agressão contra jogadores. Castelli foi intimado a dar depoimento sobre as acusações feitas no vídeo.

 

7. Felipe Neto

Divulgação

O youtuber é mais que um torcedor do Botafogo: virou patrocinador e até emprestou dinheiro para o clube contratar jogador. Mesmo assim, ele não deixou de criticar os jogadores por não terem conseguido a classificação para a Libertadores. Também gerou polêmica com um post pedindo a demissão do técnico Felipe Conceição. O tuíte foi apagado e ele teve que se explicar.

 

8. Jô Soares

Reprodução

Quem acompanhava seus programas na TV sabe que ele nunca escondeu a paixão pelo Fluminense, e também nunca deixou de criticar o time. Em entrevista recente ao programa “Bola da Vez'', da ESPN, Jô admitiu que prefere ver Campeonato Inglês que os jogos do Tricolor: ““Não fui eu que me afastei do Fluminense, foi o Fluminense que se afastou da gente, porque não dá para torcer por um time em que de repente pinta um jogador como o Scarpa e não sei nem que fim levou''.

 

9. Padre Fábio de Melo

Divulgação/Cruzeiro

Ele é cruzeirense, mas não chega a ser tão fanático a ponto de rezar pelas vitórias do seu time. Na verdade, já deu bronca em uma torcedora que pediu ajuda espiritual por causa da situação do Cruzeiro. Mas, quando o time atravessou má fase no começo de 2017, ele aceitou prestar auxílio ao cavalinho do Cruzeiro…

 

10. Renata Fan

Fernando Gomes/Agência RBS/Folhapress

A apresentadora do Jogo Aberto comemora quando o Inter ganha e é muito zoada quando o seu time perde. Tem dias que ela até chora, mas sem deixar de criticar o time. Não foram poucas as vezes em que ela disparou contra a diretoria, a postura dos jogadores ou as opções do técnico. Uma de suas cornetadas mais contundentes foi em 2016, quando o time estava na beira do rebaixamento e pediu para não jogar a última rodada por causa da tragédia da Chape: “Como torcedora, eu me sinto envergonhada''.

 

VEJA TAMBÉM

Santos homenageia Chorão: ‘A vontade de te ver já é maior que tudo’

Leila Pereira vai a jogo do PSG e dá camisa do Palmeiras ao pai de Neymar

 

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.