Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Imitador viraliza, ganha elogio do próprio Galvão e torce por encontro

Emanuel Colombari

18/01/2019 04h00

Zico Lamour foi pego de surpresa na noite desta quarta-feira (16). Nas redes sociais, Galvão Bueno compartilhou um vídeo, no qual um imitador narra as aventuras de Tony BlackBerry tentando ultrapassar um Voyage em uma rodovia.

"Não tenho a menor ideia de quem é o Tony BlackBerry!! Nem sei quem é o narrador que me imita!! Mas é muito engraçado!!", elogiou Galvão.

O dono da voz era justamente Zico Lamour, humorista, radialista e imitador paranaense. E ele mesmo se disse "surpreso" com a repercussão da postagem de Galvão, de quem é fã.

"Como está muito recente, vejo mais a galera que eu não conheço perguntando quando eu vou ao Espírito Santo, ao Rio de Janeiro, a Minas Gerais. A galera está bem louca. Está bem legal, bem bacana. Eu adoraria poder estar com o Galvão, seria maravilhoso", afirmou Zico, em entrevista por telefone ao UOL Esporte.

Embora a postagem indique que Galvão Bueno tenha tomado conhecimento do vídeo apenas recentemente, a filmagem foi feita entre o fim de 2014 e o começo de 2015. O registro, segundo Zico, foi feito durante uma viagem entre Florianópolis e Curitiba, quando voltava com a equipe da rádio Jovem Pan de uma convenção na capital catarinense.

(Crédito: Divulgação)

"A gente veio comentando sobre a convenção e tal. E eu sempre fui apaixonado pelo Galvão. Quando ele falava no Nigel Mansell… 'Balança a cabeça, volta para a pista"', explica, imitando. "E um Voyage não saía da frente. Aí comecei. Meu diretor pegou o celular e começou a filmar", completou.

As imagens foram feitas na região de Itapema (SC), cidade a cerca de 65 km de Florianópolis. Naquele momento, Zico estava no banco traseiro do carro da equipe e começou a imitar Galvão para ironizar a disputa por posições com o veículo que estava à frente.

E é aí que se esclarece aquela que talvez seja a grande questão do vídeo: Tony Blackberry é o motorista.

"O Tony era o motorista da rádio. Ele que levava a gente para cima e para baixo. O apelido ficou porque, na época do lançamento do celular, ele foi um dos primeiros na rádio a ganhar o celular. Aí virou Tony Blackberry. Na narração, botei Tony Blackberry", explicou.

Na época, o vídeo chegou a Reinaldo Gottino, apresentador da Rede Record – em Curitiba, a Jovem Pan FM pertence Rede Independência de Comunicação (RIC), grupo que transmite a Record na região. "O Gottino mostrou um pedacinho no programa dele", lembra Zico.

Aos poucos, o vídeo ganhou força. Primeiro, foi parar no YouTube, onde contabiliza milhões de visualizações em diversos canais desde então. Mais tarde, foi exibido durante uma entrevista com o próprio Zico Lamour no talk-show The Noite com Danilo Gentili. E veio a postagem de Galvão Bueno, ajudando a alavancar a carreira de Zico como imitador.

"Fui para esse evento (a convenção em Florianópolis) para animar a noite lá. Fiz o Inri Cristo, fiz o falecido (Padre) Quevedo, o Paulo Henrique Amorim, o Felipão, o Galvão. Hoje faço o Sérgio Moro, o Tite, o Bolsonaro. Fiz uns 40 minutos de show", conta ele, que já teve sua imitação de Moro acompanhada in loco pelo próprio ministro da Justiça.

O vídeo das aventuras de Tony Blackberry poderia inclusive ter bombado ainda mais a carreira de Zico Lamour, não fosse por um detalhe. "O pessoal falava que uma das maiores cagadas foi não mostrar meu rosto (no vídeo). E era verdade", reconhece.

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.