Blog da Redação do UOL Esporte

Foto Histórica: Há quatro anos, Neymar marcava pela primeira vez como profissional

UOL Esporte

Crédito da imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Nesta quinta-feira, Santos e Mogi Mirim se enfrentam pela 15ª rodada do Campeonato Paulista. O adversário é especial para o atacante Neymar, já que, há quase exatos quatro anos, o craque anotou seu primeiro gol como jogador profissional justamente contra o “Sapão'' do interior paulista, no estádio do Pacaembu.

Na Foto Histórica acima, o atacante, então com 17 anos, é abraçado por Molina (esq), Germano (dir) e pelo amigo Paulo Henrique Ganso após anotar o terceiro tento da vitória por 3 a 0 sobre os alvirrubros, no dia 15 de março de 2009, pelo Estadual.

O Santos jogou com Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Pará, Germano, Lúcio Flávio e Paulo Henrique Ganso (Molina); Roni (André) e Neymar (Bolaños). O técnico era Vagner Mancini.

Já o Mogi atuou com Marcelo Cruz; Anderson, Neguette, Thiago Couto (William) e Júlio César; Luís Henrique, Luciano Sorriso, Joelson (Rick) e Giovanni; Marcelo Régis (André Luís) e João Sales. O treinador era Paulo Campos.

No Paulistão 2009, Neymar ainda faria mais dois gols, contra Santo André e Palmeiras – este último, pelas semifinais do torneio, quando o time alvinegro avançou eliminando o rival alviverde.

(Crédito da imagem: Reprodução/TV)

O Santos terminaria o torneio como vice-campeão, sendo derrotado pelo Corinthians na final. Na Vila Belmiro, deu Timão por 3 a 1, com gol de placa de Ronaldo “Fenômeno''. Já no Pacaembu, um empate por 1 a 1 garantiu o título corintiano.

A história de Neymar com o Mogi Mirim, no entanto, não acabaria por aí. Em 2012, as equipes se enfrentaram pelas quartas de final do Campeonato Paulista, em um jogo cercado de muita polêmica e “amor''.

Durante a partida, o camisa 11 reclamou muito da violência e das provocações dos atletas do clube interiorano, mas respondeu com gol. Ele fez o segundo da vitória por 2 a 0, naquele que foi seu tento 99 como jogador profissional.

Na comemoração, mandou polêmicos “beijinhos'' para os rivais (foto à esquerda). O Santos terminaria o Paulistão com a taça, batendo o Guarani na final.