Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Cheerleader é acusada de fazer sexo com menor de idade e pode pegar 5 anos de prisão

UOL Esporte

2030-03-20T12:09:15

30/03/2012 09h15

A cheerleader Sarah Jones, que representa o Cincinnati Bengals entre as líderes de torcida da NFL, a liga de futebol americano, está em uma situação difícil. Segundo o jornal Cincinnati Enquirer, ela está sendo acusada de fazer sexo com um aluno menor de idade na época em que era professora, o que é crime no estado de Kentucky, onde ela teria cometido o crime.

De acordo com a mesma publicação, ela pode pegar até cinco anos de prisão. Sarah era professora de adolescentes do "High School", o equivalente americano do Ensino Médio brasileiro e teria feito sexo consentido com um dos alunos.

O problema é que desde o início da década as leis sobre o assunto no Kentucky se tornaram mais rígidas, e mesmo sendo consensual o sexo com menos de 18 anos é crime. A cheerleader, que pediu demissão do colégio em que trabalhava no ano passado, não comentou a acusação, que tornou-se pública na última quinta.

Esta não é a primeira polêmica sexual em que Sarah Jones se envolve. Em 2009, o site "TheDirty.com" espalhou o boato de que Sarah teria mantido relações com dois jogadores do Bengals, e que ambos teriam contraído doenças sexualmente transmissíveis.

A cheerleader, então, protestou na mídia contra os editores do site, que nunca provaram a acusação e tiveram de responder a um processo na Justiça.

Crédito da foto: Divulgação

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.