PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Foto Histórica: Há 16 anos, Barça de Ronaldo vencia PSG de Raí em final europeia

UOL Esporte

10/04/2013 06h00

Crédito da imagem: Ruediger Fessel/Bongarts/Getty Images

Nesta terça-feira, Barcelona, da Espanha, e Paris Saint-Germain, da França, definem quem irá às semifinais da Liga dos Campeões. As duas equipes se enfrentaram apenas quatro vezes em jogos oficiais na história, mas, curiosamente, já decidiram até título de torneio europeu, há 16 anos.

Na ocasião, as equipes se encontraram na Copa dos Campeões de Copas, competição de nome esquisito e já extinta pela Uefa. O torneio reunia times que haviam vencidos suas copas nacionais, e Barça e PSG chegavam como detentores dos títulos da Copa do Rei e da Copa da França.

(Crédito da imagem: Stu Forster/Getty Images)

No caminho até a decisão, eles eliminaram adversários poderosos, como o Liverpool de Fowler e a Fiorentina de Batistuta. No finalíssima, porém, o Barcelona levou a melhor por 1 a 0, com gol de pênalti do brasileiro Ronaldinho, então conhecido como Ronaldinho. O tento pode ser visto no fim do post.

A partida foi no estádio do Feyernoord, da Holanda, em 14 de maio de 1997. O duelo ainda teve outros três brasileiros: Giovanni, ex-Santos, pelo Barça, e Raí e Leonardo (ambos ex-São Paulo), pelo PSG.

Na Foto Histórica acima, Ronaldo é marcado por Raí, grande ídolo do PSG, durante a partida. Ídolo do time francês, o meio-campista era o dono da camisa 10, enquanto o "Fenômeno" vivia grande fase e havia ganhado o prêmio de melhor do mundo da Fifa.

O Barcelona jogou com Vítor Baía; Ferrer, Abelardo, Fernando Couto e Sergi; Guardiola, Popescu (Amor), de la Peña (Stoichkov) e Figo; Luis Enrique (Pizzi) e Ronaldo. O técnico era o inglês Bobby Robson, ex-seleção inglesa e Porto, de Portugal.

Já o PSG mandou a campo Lama; Fournier (Algerino), N'Gotty, Le Guen e Domi; Leroy, Guérin (Dely Valdés), Cauet e Raí; Leonardo e Loko (Pouget). O treinador era o brasileiro Ricardo Gomes, que recentemente comandou São Paulo e Vasco.

Este foi o último dos três títulos conquistados por Ronaldo no Barcelona – além da Copa dos Campeões, ele levou uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha.

Alguns meses depois, o "Fenômeno" trocaria o Barça pela Inter de Milão, da Itália, clube pelo qual também viveu grande fase, apesar da grave lesão no joelho que o tirou dos gramados por muito tempo e por pouco não abreviou sua carreira.

 

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação