PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Sempre agarrada a Ronda, amiga segue passos da campeã com vitórias e chaves de braço

UOL Esporte

14/05/2013 06h00

Ronda Rousey balançou o mundo do MMA com as vitórias arrasadoras que a levaram rapidamente a ser a primeira lutadora do UFC e a primeira campeã do evento. E ela não está sozinha: uma "clone" da musa está para despontar. Ela é Marina Shafir, melhor amiga de Ronda – que tem o detalhe de competir com a companheira de treinos em outro quesito, a beleza.

A proximidade de Ronda e Marina é facilmente notada nas redes sociais: a quantidade de fotos de ambas abraçadas, trocando carinhos e simplesmente passeando juntas é enorme. A dupla divide lar e a rotina de treinos há anos, desde que competiam apenas no judô. Nascida na Moldova, a morena é considerada "protegida" da campeã do UFC, que a ajuda passo a passo a chegar ao topo do MMA.

Atualmente, ela está invicta como amadora, com um cartel que só compete com o de Ronda: são três vitórias, todas no primeiro round e todas com finalização por chave de braço. No total, cerca de quatro minutos apenas em ação para triunfar as três vezes. E a bela deve se profissionalizar em breve.

Marina Shafir tem 25 anos e começou sua carreira como lutadora no judô. Mas, diferentemente de Ronda Rousey, que foi bronze nas Olimpíadas de Pequim, ela não teve sucesso e preferiu mudar de ares, apostando no MMA. A morte de seu pai, que trabalhava com ela em seu condicionamento físico, ajudou na mudança, em busca de algo mais agressivo. "Perder o meu pai foi o gatilho que precisava para começar no MMA. Acho que sempre tive isso em mim", disse ela, ao Yahoo.

LEIA MAIS

Ela se mudou para a California em 2012, a convite de Ronda, mas já conhecia a lutadora há anos. Uma das primeiras "conversas" entre elas foi estranha, em uma van que as levava para competir no judô. "Eu estava de fone de ouvido e ela me cutucou", relembra Ronda. "Eu tirei e ela disse: 'Isso é Rage Against the Machine, não é?'. Eu olhei e falei: 'você me fez parar de ouvir Rage para dizer que estou escutando Rage?!'". Safir então explicou que estava apenas puxando papo e acabou conquistando uma amiga inseparável.

"Eu vivo com Ronda e é uma grande experiência", diz a lutadora de Moldova, ao BJPenn.com, sobre o aprendizado que tem com a musa. "Eu a vejo perder pequenas batalhas para poder ganhar a guerra lá na frente."

ENQUETE

  • Qual gata do MMA vence nestes duelos? Veja as musas e dê seu voto!

Ronda e Marina ajudam uma à outra: treinam juntas, fazem companhia em eventos, cuidam de um cachorro e, claro, na hora de festejar sempre estão grudadas.

Mas o rápido sucesso da jovem não atraiu só atenção, mas também algumas críticas. Para quem diz que ela está "surfando na onda" de Ronda Rousey, ela tem uma resposta pronta: "Sou eu quem entra na jaula. Ela não pode entrar por mim", diz a lutadora.

Por sorte, a competição entre as duas fica apenas na beleza e nas pequenas desavenças do dia a dia de se morar em dupla. No MMA, elas esperam dominar categorias distintas: Ronda é campeã peso galo, e Marina luta no pena (categoria da brasileira Cris Cyborg). O UFC não tem esta categoria, mas isso não as desanima. "Vejo Marina sendo campeã do Invicta FC. Ela vai dominar esta organização", promete Ronda.

Se depender de Marina, será a chance de calar a arquirrival de Ronda: "Eu me vejo lutando com Cris. E me vejo batendo nela. Não tenho medo algum".

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação