PUBLICIDADE
Topo

Não curte pizza, mas come grama: 10 fatos curiosos sobre Novak Djokovic

UOL Esporte

06/06/2016 16h54

O sérvio Novak Djokovic conquistou Roland Garros no último domingo e finalmente ocupou o espaço que faltava na sua coleção de troféus. O título o consagra de vez como um dos maiores da história, feito que parecia distante há 10 anos… Veja a seguir 10 coisas que talvez você não saiba sobre o número 1 do mundo:

1. Alérgico a pizza

Em 2006, Djokovic tinha 19 anos quando abandonou um jogo contra Wawrinka devido a uma crise que lembrava os sintomas de asma. Depois de experimentar tratamentos alternativos ao longo dos quatro anos seguintes, um nutricionista sérvio que assistiu a um de seus colapsos pela TV o procurou dizendo que sabia como resolver o problema. A princípio, Nole desconfiou. Mas, quando chegou ao topo do ranking em 2011, creditou sua evolução à dieta sem glúten prescrita pelo doutor Igor Cetojevic. Ou seja, teve que parar de comer massa, sendo que seu pai era dono de pizzaria. O detalhe é que os exames também identificaram intolerância aos outros ingredientes da pizza: o queijo e o tomate.

 

2. Prefere hotel com cozinha no quarto

djoko1

Desde que mudou sua dieta, Djokovic passou a tratar as refeições como momentos sagrados. Além de ser adepto do conceito de "slow food", prefere cozinhar sua própria comida, mesmo enquanto está viajando para disputar torneios. Até para evitar qualquer contaminação com glúten e ter a certeza de que os vegetais e frutas utilizados são orgânicos. Sua mulher, Jelena Ristic, que conheceu na escola e hoje é a mãe de seu filho Stefan, costuma ajudá-lo na escolha dos alimentos e na preparação dos pratos.

 

3.  Não toma água gelada

djoko2

Mesmo que esteja treinando sob um sol escaldante, Djokovic se recusa a tomar uma água gelada para se refrescar. Ele só bebe água morna, na temperatura do corpo, evitando assim que o sangue fuja de seus músculos para esquentar o estômago. Tomar um copo da água é a primeira coisa que ele faz ao acordar de manhã todos os dias. A segunda é comer duas colheres de mel. Café, nem pensar: atrapalha o sono, assim como as bebidas alcoólicas. Ele até bebe um pouco de vinho ocasionalmente, quando está fora de competição. Mas cortou para sempre a cerveja, a vodca e todas as outras bebidas com glúten.

 

4. Lado 'zen'

djko2

Além da força física, Djokovic evoluiu também sua força mental. Ioga, tai chi e meditação mindfulness fazem parte de sua rotina. Virou um entusiasta da cultura oriental e acredita que cada órgão do corpo tem uma hora específica para se regenerar. E é justamente por isso que beber água é a primeira coisa que faz no dia: segundo a tradição chinesa, o intestino grosso trabalha mais entre 5 e 7 horas da manhã, e a água ajuda no processo.

 

5. Chocolate, só com troféu

A obstinação de Djokovic com sua saúde não dá trégua nem na comemoração de um título. Depois de vencer uma final de quase seis horas contra Rafael Nadal no Aberto da Austrália de 2012, ele ficou com desejo de comer chocolate quando chegou ao vestiário. Logo trouxeram uma barra. Ele pegou apenas um pequeno quadrado e deixou derreter na boca. Nem tocou no resto.

 

6. Gosta de ler e ouvir música clássica

djdj

A primeira treinadora de Djokovic, Jelena Gencic, fez mais do que apresentar o tênis ao futuro número 1 do mundo. Coube a ela monitorar os estudos de Nole. Incentivar hábitos como ler poesia e ouvir música clássica fazia parte dos treinamentos. O gosto por ópera permaneceu até hoje, embora ele não tenha muito tempo para assistir ao vivo no teatro. Em suas viagens para torneios, sempre leva dois ou três livros para "desbaratinar" entre um jogo e outro.

 

7. Faz "automassagem"

rolinho7

Claro que um tenista deste nível conta com uma equipe de apoio completa, incluindo massagistas. Mas Djokovic valoriza tanto os benefícios da massagem que deu um jeito de fazer sozinho nele mesmo, utilizando um rolo. Para isso, ele usa um cilindro de espuma rígida e projeta sobre ele as partes do corpo que precisa trabalhar. A técnica já é bem conhecida entre fisioterapeutas, e existem à venda equipamentos específicos para este tipo de massagem.

 

8. Você nunca vai vê-lo fazendo um alongamento assim

110120futinternacional_f_001

Não é que ele despreze a importância do alongamento – pelo contrário. Um dos segredos de sua flexibilidade é o alongamento dinâmico, que inclui polichinelos, chutes no ar, flexões, etc. Alongamentos estáticos, aqueles em que se segura um músculo na mesma posição (como na foto), ele dispensa.

 

9. Ama seu poodle

poodle

O bicho de estimação de Djokovic é um cachorro poodle chamado Pierre, que vai com ele para todos os lugares. Menos para Wimbledon, embora o tenista tenha feito uma representação em 2011 para tentar autorizar a entrada do cãozinho no torneio. Apesar da ausência de seu amuleto, ele venceria o torneio pela primeira vez.

 

10. Come a grama de Wimbledon

Djokovic homenageou Guga em Roland Garros, mas seu grande ídolo no tênis durante a infância era Pete Sampras. Assistir pela TV o norte-americano levantar o troféu de Wimbledon fez o pequeno Novak sonhar em fazer o mesmo. Quando conseguiu realizar o objetivo em 2011, a felicidade foi tão grande que ele arrancou um pedaço de grama da quadra e comeu. "Tem gosto de suor", disse. E repetiu o gesto nas outras duas vezes em que venceu o torneio: "Virou tradição".

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação