PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Com Jesus corintiano, estudante recria "A última ceia" no futebol brasileiro

UOL Esporte

22/07/2017 04h00

 

Futebol e religião, dizem, não se discutem. Juntos, eles formaram uma bela tabelinha, na recriação do quadro "A Última Ceia", uma das maiores pinturas da história, de Leonardo da Vinci. Sob uma ótica boleira, a nova obra de arte foi do universitário Sidney Simplício, para um trabalho de faculdade.

Sidney é aluno do 1º semestre do curso de Cinema e Audiovisual, da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza. Na disciplina Teorias Estéticas da Arte, a tarefa seria fazer uma releitura do trabalho de algum artista. Fã de futebol, o estudante decidiu compor o retrato da Santa Ceia com jovens vestindo camisas de futebol.

"O futebol é uma religião para muitos. Além disso, há o tabu de que são temas em que não se deve discutir. Então achei que isso daria pano para a manga", explica Simplício, de 40 anos.

O desafio então seria reunir os panos. No caso, de 13 times diferentes, correspondentes a Jesus Cristo e os 12 apóstolos. Por sorte, um amigo em comum fez o estudante chegar até Elenilson Dantas, um dos maiores colecionadores de camisas de futebol de Fortaleza. Assim, uma única pessoa cedeu todos os mantos.

A intenção de Simplício para o trabalho era contar com camisas de 11 dos 12 principais clubes do país, e mais Ceará e Fortaleza. Como Elenilson havia perdido sua camisa do Cruzeiro, o Botafogo, que ficaria de fora, entrou em cena aos 45 minutos do 2º tempo.

O estudante Sidney Simplício (Crédito: Acervo pessoal)

"Quase todas as camisas são dos anos 90", diz Dantas, técnico em telecomunicações de 43 anos. Entre as exceções, São Paulo e Fortaleza, que aparecem com blusas mais recentes. "Me desfiz de todas as minhas camisas antigas do Fortaleza num encontro de colecionadores de futebol no ano passado", justifica o tricolor.

Também torcedor do Corinthians, Dantas ficou satisfeito com uma escolha de Simplício, que escalou a camisa corintiana no centro, na posição de Jesus. A opção não foi nada aleatória, já que o estudante também é corintiano. "Fiz isso de propósito. Inclusive, para tirar sarro do meu irmão e do meu filho, que torcem pelo Palmeiras", afirma Simplício.

O colega de curso Fabiano Nardy, 25, torcedor do Atlético-MG, curtiu incorporar Cristo. "Principalmente pelo fato de eu ser gay e de certa forma corresponder com a imagem de um Jesus bastante disseminada", comenta. "O trabalho reforça que somos todos iguais, independentemente das diferenças culturais e pessoais", reflete.

Não bastasse o destaque ao Corinthians, no lugar de Judas Iscariote ficou o palmeirense. "A rivalidade vira no quadro uma analogia muito legal", elogia Natã Nunes, 17, que fez questão de representar o traidor de Cristo. "Porque o Palmeiras tem uma leve vantagem sobre o Corinthians historicamente. Assim como Judas tenta ter vantagem sobre Jesus", compara o torcedor flamenguista.

A montagem

"A Última Ceia" é o mais famoso afresco que revive a última refeição de Jesus com os apóstolos, antes de ser preso e crucificado, como descreve a Bíblia. O quadro foi pintado por Da Vinci durante três anos, entre 1495 e 1498, e é mantido num convento em Milão, na Itália.
A ideia de Simplício era refazer a imagem com 13 colegas reunidos, em uma grande mesa da faculdade. Diante da dificuldade para juntar o pessoal, a saída foi fotografá-los separadamente, em ângulos parecidos aos dos apóstolos, porém de forma que os escudos dos times ficassem visíveis.

"Fiz as fotos já pensando na montagem, com uma luz que não fosse tão diferente. Então recortei cada um, apaguei Jesus e os apóstolos e inclui as imagens dos torcedores na mesma ambientação", indica.

Seria uma trabalheira para um recém-chegado ao curso de Cinema, mas não para Simplício, que já atua há 22 anos como designer gráfico e sete como fotógrafo. "Basicamente juntei os conhecimentos das duas áreas", pontua o estudante, proprietário de agência de Publicidade.
Agora é esperar pela nota da professora. "Ela participou do processo, achou a execução muito bem feita", relata o autor, esperançoso. "Tomara que ela me dê 10".

Quem é quem no quadro:

Bartolomeu – São Paulo

Tiago Menor – Flamengo

André – Vasco

Judas Iscariote – Palmeiras

Pedro – Atlético-MG

João – Fluminense

Jesus – Corinthians

Tomé – Botafogo

Tiago Maior – Santos

Filipe – Internacional

Mateus – Grêmio

Judas Tadeu – Ceará

Simão Cananeu – Fortaleza

por Rafael Luis Azevedo, Colaboração para o UOL

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação