PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Susana Werner chora e reclama de "abandono" de Júlio César

UOL Esporte

29/01/2018 23h47

A torcida do Flamengo ficou muito feliz com a volta de Júlio César, mas sua mulher Susana Werner não gostou muito de seu retorno ao Brasil. Por meio de seu Instagram Stories, ela respondeu alguns comentários de seguidores e mostrou chateação com o goleiro, que chegou ao Rio de Janeiro sozinho, deixando Susana e os filhos do casal em Portugal. "Planejamento existia até domingo passado."

Posteriormente, ela usou o mesmo canal para dar mais esclarecimentos sobre a situação."Antes que me perguntem e especulem, prefiro explicar. 'Por que você não veio, por que a família não está aqui, filhos não vieram, não assistiram os jogos de despedida?'. Tenho muitas coisas que me prendem aqui. As mais importantes são meus filhos. Jamais deixaria eles para viver no Brasil."

Susana explicou que seu trabalho em Lisboa e a escola dos filhos impedem a família de acompanhar Júlio César no Rio de Janeiro. "Não vamos poder participar deste momento. Não posso sair daqui assim. Ele vai ficar aí por três meses. Nada tem a ver com time de futebol. Até porque não vejo futebol, nenhum time que ele jogou, eu ia ao estádio. Não vejo futebol. Torço por vocês flamenguistas que vocês sejam felizes com ele. Que ele seja feliz na escolha. Acho que o que ele mais queria era ser feliz no Flamengo. Tem todo direito."

Visivelmente emocionada, Susana não segurou as lágrimas em determinado momento. "Espero que vocês entendam. Não sei o que falar. Isso é só uma tristeza. Não vou ficar falando o que estou sentindo e motivos para estar triste. Júlio sempre foi pessoa maravilhosa, bom pai, bom marido. Mas homens são egoistas. Não sou feminista, mas é assim."

Susana explicou que soube da negociação quando ela já estava sacramentada. "Claro que a gente se ama, estava tudo maravilhoso. No sábado, a gente estava jogando boliche. No domingo, fui chamada para receber essa notícia. Maravilhosa. E qual era a notícia? Vou ali ser feliz e já volto."

"Claro que a gente se ama, claro que estava tudo maravilhoso, até que no domingo eu fui chamada para receber essa notícia 'maravilhosa': 'Meu bem, eu vou ser feliz e já volto."'

Horas depois,  Susana optou por apagar os comentários e os vídeos de sua conta no Instagram.

Reprodução/Instagram

 

Veja o depoimento de Susana Werner no Instagram Stories

Antes que me perguntem e especulem, prefiro explicar. "Por que você não veio, por que a família não está aqui, filhos não vieram, não assistiram os jogos de despedida?". Tenho muitas coisas que me prendem aqui. As mais importantes são meus filhos. Jamais deixaria para viver no Brasil.

Não vamos poder participar deste momento. Não posso sair daqui assim. Ele vai ficar aí por três meses. Nada tem a ver com time de futebol. Até porque não vejo futebol, nenhum time que ele jogou, eu ia ao estádio. Não vejo futebol. Torço por vocês flamenguistas que vocês sejam felizes com ele. Que ele seja feliz na escolha. Acho que o que ele mais queria era ser feliz no Flamengo. Tem todo direito.

É isso. Estou longe, estou com meus filhos. Não estou acompanhando essa história e não vou conseguir acompanhar.

Não vai dar e é isso aí. Só Deus sabe o que vai acontecer.

Felicidades para os flamenguistas, tristeza para mim que estou longe. Ter de passar pelo que não queria, não esperava e não estou feliz de estar longe.

Espero que vocês entendam. Não sei o que falar. Isso é só uma tristeza. Não vou ficar falando o que estou sentindo e motivos para estar triste. Julio sempre foi pessoa maravilhosa, bom pai, bom marido. Mas homens são egoistas. Não sou feminista, mas é assim.

Claro que a gente se ama, estava tudo maravilhoso. No sábado, a gente estava jogando boliche. No domingo, fui chamada para receber essa notícia. Maravilhosa. E qual era a notícia? Vou ali ser feliz e já volto.

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação