Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Handebol consegue feito inédito, mas TVs brasileiras não mostram

UOL Esporte

22/01/2019 04h00

Pela primeira vez, a seleção brasileira de handebol conseguiu vencer três times europeus em um Mundial. Também garantiu a melhor posição da história com a inédita classificação para segunda fase. Mas quase nenhum brasileiro viu.

Dona da prioridade de transmitir a competição, a Rede Globo não chegou a um acordo com a Federação Internacional de Handebol e o torneio ficou fora da grade no país. Pessoas que acompanharam as negociações contaram que não foi possível chegar a um ponto comum entre o que o canal de televisão estava disposto a investir e o valor pedido pela organização do evento.

A versão foi confirmada em uma nota publicada pela Confederação Brasileira de Handebol em seu site. "O Grupo Globo e a Federação Internacional de Handebol (IHF) não chegaram a um acordo quanto ao direito de transmissão do Campeonato Mundial de Handebol Masculino 2019", informou um trecho do texto.

Em nota encaminhada ao UOL Esporte a emissora confirmou o que foi relatado e negou que houve alguma desavença. "Conforme consta no próprio post/nota oficial da Confederação, ambos não chegaram a um acordo. Não houve nenhum entrave entre as partes".

Brasil também ficou sem streaming

A falta de um contrato com a Globo levou a entidade a procurar novos parceiros. O resultado foi que os direitos de transmissão para o Brasil terminaram com a Enjoy TV, um canal com sede na Malásia. Os motivos da aquisição por um canal focado no mercado asiático que aposta em conteúdo para plataformas móveis como celular e tablet não foram entendidos.

Mas o efeito foi que o Brasil ficou sem os jogos na televisão fechada e o serviço de streaming disponibilizado pelo site da Federação Internacional de Handebol. A única maneira de acompanhar as partidas era em links na internet.

Desta maneira, os brasileiros não viram a melhor campanha da história da seleção masculina de handebol. O time foi até a segunda fase pela primeira vez na competição, garantindo pelo menos a 12ª colocação.

A posição pode ser ainda melhor dependendo do resultado da última rodada, quando a equipe enfrenta a Islândia. Mas não há mais possibilidade de avançar às semifinais depois da derrota para a Espanha nesta segunda-feira.

Felipe Pereira
Do UOL, direto de São Paulo

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.