Topo
Blog da Redação

Blog da Redação

Do Instagram à vida real: jogador ex-Santos pede Tati Zaqui em namoro

UOL Esporte

16/05/2019 04h00

O meio-campista Yan, que defendeu o Santos entre 2016 e 2018 e nesta temporada fez parte do elenco do Audax campeão paulista da Série A3, está em tratamento após uma lesão no joelho direito e sem futuro definido para o segundo semestre. Em contrapartida à vida profissional, o momento pessoal não podia ser melhor: anteontem (14), o jogador de 24 anos pediu em namoro a cantora Tati Zaqui, que disse sim.

"Tem uns 5 meses que a gente está ficando, mas o namoro mesmo só começou agora. Demorei, né?", brinca Yan, que é irmão gêmeo do volante Yuri, recentemente emprestado pelo Santos ao Fluminense.

Tati Zaqui é uma cantora de 25 anos que explodiu nas rádios brasileiras em 2015 com o hit "Parará Tibum", que teve reprodução proibida tempos depois por ser inspirada na trilha sonora do filme "A Branca de Neve e Os Sete Anões". Mais tarde, a funkeira gravou "Água na Boca", cujo clipe tem mais de 70 milhões de visualizações no YouTube, entre outros sucessos. Ela passou as últimas semanas em turnê pela Europa e foi surpreendida pelo ficante quando voltou para o Brasil.

"Ela tinha acabado de chegar de viagem e eu já cheguei entregando tudo", diz Yan, que presenteou a agora namorada com aliança, flores e um cartão escrito "você é a página mais linda que o destino escreveu na minha vida", além do pedido de namoro. O romance começou pelo Instagram, há quase seis meses: "Eu segui ela primeiro, estava no pé (risos). Depois começamos a conversar, nos vimos e estamos aí até agora. Ela tem a correria dela, eu tenho a minha, mas quando dá para se ver a gente acaba se vendo."

Retomada da carreira

Revelado nas categorias de base do Audax, Yan foi contratado pelo Santos após o Campeonato Paulista de 2016 – no torneio, seu irmão gêmeo, Yuri, também contratado pelo Peixe, foi um dos grandes destaques pelo time. Yan treinou um ano com o elenco profissional do Santos, mas só conseguiu jogar pelo time B, que disputou a Copa Paulista. Ele saiu ao término do contrato, em dezembro de 2018, passou pelo Nacional-SP e em seguida retornou ao Audax, quando uma lesão atrapalhou os planos.

Yan e Yuri, nesta ordem, foram companheiros de time no Santos entre 2016 e 2018 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

"Acabei de fazer os exames e estou esperando o retorno do médico para ver o que é. As dores estão me atrapalhando desde que eu saí do Santos, mas fui levando porque a vontade de jogar era muito grande. Mas chegou uma hora em que não deu mais e fui correr atrás", diz o jogador, que tem feito atividades físicas leves antes de iniciar o tratamento específico para o problema no joelho.

"Acho que agora não tem importância onde vou estar, eu quero jogar onde aparecer", conta Yan, enquanto mantém a torcida pelo irmão Yuri mesmo em outro clube: "O Yuri tem total confiança do Fernando Diniz, vai chegar bem no Fluminense, sem pressão nenhuma. Ele ama jogar com o Diniz, gosta do estilo de jogo e da convivência. Ele chega um passo à frente. Eu acho o Diniz muito fora do comum da maioria dos técnicos com quem trabalhei."

Gabriel Carneiro
Do UOL, em São Paulo

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.