PUBLICIDADE
Topo

Blog da Redação

Foto histórica: Há 15 anos, Brasil atropelava Chile de Salas e Zamorano na Copa da França

UOL Esporte

24/04/2013 06h00

Crédito da imagem: Juca Varella/Folhapress

Nesta quarta-feira, Brasil e Chile voltam a se enfrentar quase três anos após o último encontro entre as seleções, nas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul. Um dos jogos mais emblemáticos entre os rivais sul-americanos, no entanto, aconteceu há 15 anos, em 27 de junho de 1998, em Paris, pelo Mundial da França.

Na ocasião, os chilenos tinham uma equipe forte, cujos principais destaques eram a dupla de ataque formada pelos lendários Salas (então jogador do River Plate-ARG) e Zamorano (da Inter de Milão-ITA), além do meia Sierra, que havia fracassado no São Paulo, mas estava jogando o fino da bola no Colo-Colo, de seu país.

Após avançar em primeiro lugar no grupo com Noruega, Escócia e Marrocos, a seleção brasileira cruzou com o Chile nas oitavas de final, após La Roja passar em segundo na chave de Itália, Áustria e Camarões. Marcelo Salas era um dos artilheiros da competição naquele momento, com três gols marcados.

Na Foto Histórica acima, Dunga, capitão do Brasil, marca o atacante Zamorano, que passou em branco no confronto. A equipe verde e amarela atropelou o adversário e venceu por 4 a 1, com atuações destacadas de César Sampaio, autor de dois gols, e do atacante Ronaldo, que fez outros dois, além de ter feito talvez sua melhor partida na Copa (confira todos os gols no fim do post).

(Crédito da foto: Clive Brunskill/Getty Images)

Naquele dia, no estádio Parque dos Príncipes (do Paris Saint-Germain), a seleção brasileira de Zagallo jogou com Taffarel; Cafu, Aldair (Gonçalves), Júnior Baiano e Roberto Carlos; Dunga, César Sampaio, Leonardo e Rivaldo; Bebeto (Denílson) e Ronaldo.

Já os chilenos, que se despediram da Copa sem nenhuma vitória (haviam empatado os três jogos da primeira fase), mandaram a campo Tapia; Reyes, Fuentes e Margas; Cornejo, Acuña (Musrri), Ramírez (Vega), Sierra (Estay) e Aros; Salas e Zamorano. O técnico era Nelson Acosta.

Depois dessa partida, o Brasil ainda eliminaria Dinamarca, com uma vitória por 3 a 2, e a Holanda, com um 4 a 2 nos pênaltis, após 1 a 1 no tempo normal, até chegar à fatídica final contra a França. Frente aos donos da casa, a equipe canarinho sucumbiu às cabeçadas de Zinedine Zidane e foi derrotada por 3 a 0, ficando com o vice.

A freguesia contra o Chile, porém, vem sido mantida desde então. Para se ter uma ideia do domínio sobre os rivais, a seleção brasileira não perde para La Roja há dez jogos, com nove vitórias e um empate. O último revés foi em 15 de agosto de 2000, quando os chilenos venceram por 2 a 0, pelas eliminatórias da Copa de 2002.

No total, Brasil e Chile já se enfrentaram 65 vezes até a partida desta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. Foram 46 vitórias verde-e-amarelas, 12 empates e somente sete triunfos chilenos. E hoje, quem vencerá?

Veja os gols do 4 a 1 pela Copa do Mundo de 1998:

 

Sobre o blog

A equipe de jornalistas do UOL Esporte seleciona para você os fatos mais curiosos, os vídeos mais divertidos e tudo que viralizou nas redes sociais.

Blog da Redação